domingo

Fla inicia a batalha para buscar o hexa



Para começar com tudo, Cruzeiro e Flamengo fazem duelo de campeões

Times se dividem entre o Nacional, Libertadores e Copa do Brasil, mas querem estrear bem



É só a primeira rodada do Brasileirão 2009, mas já tem jogão. Hoje, Cruzeiro e Flamengo se enfrentam no Mineirão, às 16h (de Brasília). Começa a caminhada em busca do título mais importante do futebol brasileiro. E em grande estilo. Os mineiros são bicampeões estaduais, com direito a goleada sobre o maior rival. Para os cariocas, o Estadual representou a conquista do pentatricampeonato, e a hegemonia no Rio com 31 títulos.

Na Libertadores, o time celeste está bem perto das quartas de final. Na Copa do Brasil, o Rubro-Negro já está classificado para a mesma fase e vai encarar o Inter. Mas ninguém quer ficar para trás na tabela do Brasileiro. Por isso, Adilson Batista e Cuca devem lançar força máxima.

A Rede Globo transmite a partida para todo o Brasil, exceto Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, exibe para todo o país.

Adilson não deve poupar

A prioridade do Cruzeiro na temporada é o título da Libertadores, mas como o time está com a vaga para as quartas de final da disputa continental nas mãos (venceu o Universidad de Chile por 2 a 1, fora de casa, e só precisa empatar na próxima quinta), o técnico Adilson Batista não deve poupar jogadores contra o Flamengo.

Ele terá o volante Fabrício à disposição. Os zagueiros Thiago Heleno e Gustavo têm chances de jogar. A dúvida fica por conta do atacante Soares. Ele machucou o tornozelo direito nessa quinta-feira e ainda não sabe se terá condições. Wellington Paulista e Thiago Ribeiro disputam uma vaga ao lado de Kléber.

Quem também pode começar a partida é o lateral-esquerdo Athirson. Depois de reestrear com a camisa celeste na Libertadores, ele deve ser lançado no lugar de Gerson Magrão. Sorín tem uma lesão muscular na coxa direita e está vetado. Outros que podem ser poupados são o lateral-direito Jonathan, os zagueiros Léo Fortunato e Leonardo Silva, e o volante Marquinhos Paraná.

Para o atacante Kléber, artilheiro do Cruzeiro na temporada com 15 gols em 16 jogos, uma vitória na primeira partida do campeonato vai dar moral ao time. Ainda mais contra o um adversário difícil.

- Na estreia do Campeonato Brasileiro, É fundamental começar bem, em um jogo importante na nossa casa. Vamos tentar vencer para começar com o pé direito - disse.

O volante Ramires tem noção da força do adversário e alerta.

- A gente sabe que o Flamengo é uma equipe difícil de se jogar contra. É uma equipe muito boa, então a gente tem que fazer um bom jogo e sair com a vitória - completou.

O Cruzeiro não perde para o Flamengo em Belo Horizonte desde 8 de novembro de 2001, pelo Brasileirão, quando foi batido por 1 a 0. O time está próximo de completar oito meses de invencibilidade no Mineirão. Já são 22 jogos sem derrota em casa.

A Copa do Brasil fica para depois

A Copa do Brasil é prioridade, mas a reta final do Brasileirão de 2008 deixou a lição bem clara para o Flamengo: na era dos pontos corridos, qualquer vacilo pode fazer a diferença. Fora da Libertadores por apenas um ponto na última temporada, o Rubro-Negro não quer dar mole para o azar e vai com força máxima para cima da Raposa no Mineirão.

Para poder equilibrar as ações nas duas competições, o clube aposta no planejamento e deixa de lado o compromisso contra o Internacional pela Copa do Brasil.

- O tempo urge. Vamos pensar aqui no nosso jogo para começar bem. Sabemos da dificuldade de encarar o Cruzeiro, bom time, um dos melhores do país. Está sendo tudo bem elaborado e bem estudado para evitar o desgaste. Estamos voltando das viagens depois, descansando bem para que exista a compensação – disse Cuca.

Sobre o fato de ter pela frente um dos favoritos ao título logo na primeira rodada, o treinador deu de ombros.

- Não dá para escolher adversário. Todo mundo vai jogar contra todo mundo - opinou.

Para a partida, o Flamengo vai manter o time que venceu o Fortaleza no meio da semana, com Everton no ataque e Welinton na zaga. O zagueiro, que se firma cada vez mais como o substituto de Fábio Luciano, aposentado, garante que o time entrará em campo sem pensar no Colorado.

- O foco está no Brasileiro, deixa o Internacional para depois. No Carioca também conseguimos dividir isso e queremos continuar assim - destacou.

[GE]

Nenhum comentário: