domingo

Jejum motiva Cuca no Brasileirão: ‘Dezessete anos sem título é muito tempo’



Treinador enumera as qualidades necessárias para o Flamengo levantar a taça que não conquista desde 1992


O Flamengo inicia hoje, às 16h, contra o Cruzeiro, no Mineirão, sua participação no Brasileirão. Um dos únicos três clubes, ao lado dos próprios mineiros e do Internacional, a disputar todas as edições da competição, o Rubro-Negro começa a luta contra um jejum que incomoda cada vez mais: desde 1992 o clube não solta o grito de “É campeão” na competição mais importante do país.

Se o título estadual deste ano transformou o Flamengo no maior campeão estadual da história, em âmbito nacional o clube da Gávea perdeu a hegemonia para o São Paulo na última temporada e o período sem títulos perturba até quem chegou na Gávea há pouco tempo.

- Dezessete anos sem títulos é muito tempo para qualquer time grande. Mas com certeza isso já aconteceu com outros clubes, não apenas com o Flamengo – disse Cuca.

O treinador enumera as qualidades necessárias para o Rubro-Negro voltar ao topo da tabela.

- Precisamos ter um grupo forte, manter a regularidade em um campeonato longo, estar preparados para a janela, perda de jogadores, motivados, com um bom ambiente, comprometidos… Aí o time anda.

Considerado o Brasileirão mais forte dos últimos anos, com os retornos de Ronaldo, Adriano e Fred, a competição empolga também a Cuca, que não poupa os elogios.

- Esse pessoal está vindo para cá porque o campeonato é atrativo, legal. Já é o sétimo com a mesma forma, é transmitido para muitos países. Às vezes pensam que o Francês ou não sei qual outro é um baita campeonato, mas o Brasileiro é maior. Tudo vem sendo bem elaborado, as tabelas são bem feitas, o estatuto do torcedor é valorizado. Tudo isso é atraente para que voltem para casa.

[GE]

Nenhum comentário: