terça-feira

Comandante Andrade pilota o voo para o hexa


O comandante do Flamengo passou por turbulências, mas agora voa tranquilo e nem o céu parece ser o limite. Vice-líder do o Brasileiro apenas dois pontos atrás do São Paulo, Andrade fez um time desacreditado entrar na briga pelo hexa. Com tudo azul no horizonte rubro-negro, o técnico alerta que o time tem que fugir do oba-oba. No plano de voo, os tripulantes fizeram um pacto: querem dar o título para o treinador entrar de vez na história: como jogador, Andrade foi cinco vezes campeão brasileiro e, assim como sua equipe, pode ser hexa.

"Agora, não estou balançando não, né?!. Se eu assumir, o avião não vai cair", brincou Andrade, fazendo trocadilho com sua estabilidade no cargo e também sobre o avião que trouxe o Flamengo de volta ao Rio e pousou nas primeiras horas de ontem. Durante o voo, o treinador assumiu por alguns instantes o comando da aeronave. Depois, ele falou sério: "Somos o time a ser batido. Teremos três jogos que decidirão nossas vidas. Desde a última conquista de Brasileiro, em 92, não ficávamos com tantas chances de ser campeão. Temos que fugir do oba-oba que farão em cima da gente, mas é de fora para dentro. Estamos comemorando apenas essa vitória, não tem euforia".

Todo o grupo fechou, como se diz no vocabulário do futebol, com Andrade. "Ele é um cara impressionante, sabe lidar com o jogador, é muito tranquilo. Queremos esse título para dedicar a ele", afirmou Bruno. "Chegamos aqui por causa do Andrade, que é humilde e tem o grupo nas mãos", completou Adriano. Petkovic, que era relegado por Cuca, virou titular absoluto desde que Andrade assumiu a equipe.

Auxiliar-técnico, Marcelo Salles, que trabalha com Andrade há sete anos, resume o perfil do treinador. "O Andrade é fora de série. Se tivesse que dar uma nota para ele, seria um trilhão", afirma Marcelo, que relembra o exato momento em que a comissão técnica ganhou o voto de confiança que precisava: "Ele ainda era considerado interino e vários nomes de técnicos foram especulados. O Marcos Braz (vice-presidente de futebol) disse: vocês é que vão com a gente até o fim. Isso deu moral".

O ex-jogador Júnior, que foi diretor técnico do Flamengo em 2004, quando Andrade assumiu como interino diversas vezes, acredita que chegou o momento de Andrade. "Em 2004, ele ainda não estava preparado. Agora, ele já pode ser considerado um autêntico treinador. O Andrade é de um caráter impressionante e merece o sucesso que está tendo", declarou Júnior.

Quando viveu momento complicado no comando do time, Andrade foi questionado e até o fato de treinar apenas na parte da tarde, com raros treinos pela manhã ou em tempo integral, foi colocado em questão. "Eu sei o que é melhor para o jogador. Ainda mais que estamos na reta final da competição, não tenho motivo para forçar a equipe mais do que o necessário", explicou Andrade.

O técnico impressiona pela serenidade e tranquilidade. Com os jogadores, têm um discurso franco. "Estamos no caminho certo", afirma Andrade. O caminho que um dia foi turbulento, sujeito à chuvas trovoadas, agora está azul. Andrade está pronto para dar seu voo mais alto.

FS com ODOL

Nenhum comentário: