domingo

Duelo de opostos marca o clássico


Rivalidade carioca que mais cresceu nos últimos anos, Flamengo e Botafogo voltam a entrar em campo hoje, às 18h30, no Engenhão. O fato de as duas equipes, que decidiram os últimos três Campeonatos Estaduais (todos vencidos pelo Rubro-Negro), estarem vivendo momentos opostos e ao mesmo tempo cruciais no Brasileirão torna o jogo ainda mais importante.

Para o Flamengo, uma vitória é fundamental na luta para entrar de vez no G-4 e, quem sabe, lutar pelo título do Campeonato Brasileiro. Já para a equipe alvinegra, o clássico é visto como a grande oportunidade de deixar a zona de rebaixamento e, principalmente, ganhar moral e gás para as próximas rodadas e se livrar da degola na competição.

Assim como Flamengo e Botafogo, dois personagens importantes do clássico de hoje no Engenhão estão vivendo momentos bem diferentes. Por mais que o Flamengo esteja em plena ascensão no Campeonato Brasileiro e tenha chances reais de conquistar o título, o goleiro Bruno está envolvido em uma grande polêmica fora dos gramados: vem sendo acusado de agressão e sequestro por uma ex-namorada, que estaria esperando um filho dele. Reservado, mas visivelmente chateado com essa situação, Bruno tem evitado falar com a imprensa e só vem se pronunciando por meio da assessoria e do advogado dele.

Fogão encontra seu goleiro

No gol alvinegro, Jefferson vive um ótimo momento desde que voltou ao clube. Se goleiros estavam sendo uma deficiência do Botafogo há algumas temporadas, o novo titular resolveu o problema e tem conseguido agradar a torcida.

Outra diferença entre os times está no fato de o Flamengo ter descansado e treinado a semana toda, enquanto o Botafogo teve compromisso difícil na quarta-feira, diante do Cerro Porteño, no Paraguai. Mas, para o técnico alvinegro, Estavam Soares, isso não deve interferir no jogão de hoje.

“O Flamengo teve toda a semana para treinar e isso é melhor. O Botafogo precisou viajar e se desgastou. Mas dentro do campo isso não quer dizer muita coisa. Acho que haverá igualdade de condições”, disse.

FS com ODOL

Nenhum comentário: