quarta-feira

Zé Roberto comemora permanência, e Cuca promete dar oportunidades



Atacante diz que não queria sair. Treinador afirma que rendimento não é o ideal mas vai testá-lo no meio. 'Deixa o Zezinho aí que ele vai nos ajudar'


As malas já estavam prontas para Belo Horizonte, mas, diante da recusa de Wellington Paulista, Zé Roberto segue no Rio de Janeiro. Ontem o atacante treinou normalmente com o restante dos companheiros na Gávea e será opção no banco de reservas na partida contra o Internacional, hoje, às 21h50m, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

- Fico feliz por ficar no Flamengo. Não queria sair. A negociação não partiu de mim. É cedo ainda para sair e fico ainda mais motivado para trabalhar aqui.

A saia justa após o Rubro-Negro já ter até anunciado o troca-troca com o Cruzeiro fez com que Cuca fizesse questão de explicar o mal-entendido. Segundo ele, se Wellington Paulista não quis a Gávea, Zé Roberto também não via a ida para a Toca da Raposa com bons olhos.

- Por isso que não gosto de dar entrevista antes do fato consumado. Não tem que falar antes. Já pensou se eu falo uma palavra errada? Falei que às vezes avaliamos o jogador antes do tempo ideal e esse é meu sentimento com o Zé. Estou muito feliz por ele não ter ido embora. Foi uma proposta do Cruzeiro e o próprio não queria ir por achar que deve mostrar seu valor no Flamengo. Deixa o Zezinho aí que ele vai nos ajudar.

Ausente no treinamento de segunda-feira por conta de uma audiência para cobrar salários atrasados do Botafogo, o atacante recebeu a promessa de novas oportunidades.

- Seria uma saída prematura e precipitada. Não é um jogador qualquer. Ele já venceu muito na vida e vai nos ajudar bastante, com certeza. Vou dar a ele a oportunidade de nos outros jogos ter uma movimentação melhor, vindo de trás, como ele gosta.

[GE]

Nenhum comentário: