quinta-feira

Segundo o Blog Flapress, a FlaTV não pertence ao Flamengo


A FlaPress teve acesso a mais um daqueles e-mails que circulam pela Gávea entre Associados e Conselheiros que tanto incomodam Kléber Leite e sua turma. O conteúdo abaixo, como não poderia deixar de ser, foi ignorado pela imprensa pautada por empresários e dirigentes, que precisa manter o noticiário positivo para sobreviver.

FlaTV não pertence ao Flamengo

Sopram nos ares da Gávea que o Fla-TV tem como proprietários o filho de um VP muito atuante na área de comunicação e de futebol, mago do marketing, mestre em projetos grandiosos e, que deixa dívidas ainda mais vultuosas, juntamente com o filho de um mago da TV Globo aposentado, casado com uma atriz de novela e, que adora ficar dando espiadinhas numa Casa aonde rola de tudo.

Este mesmo VP tem uma firma de negócios com placas de futebol, que por mero acaso e, coincidentemente, atua muito forte na BR, ex-patrocinadora do Clube e, ainda uma outra empresa, que agora detém os direitos de algumas jovens estrelas do Flamengo. Tudo fruto do acaso. Afinal o destino e sorte sorriem para alguns.

O que não é fruto do acaso é que a Fla-TV deterá o MONOPÓLIO das notícias do Flamengo, inclusive cobertura de treinos e, quem quiser agora saber sobre o Flamengo, qualquer notícia terá que recorrer a esta empresa que funciona a custo ZERO na Gávea. Mais uma grande jogada de marketing de quem não ganha e, não tira um centavo do Flamengo. Tudo pelo amor e pela paixão de ser Rubro Negro no coração e, azul e verde nas contas bancárias.

Para o Flamengo, o desfecho é conhecido, sobra apenas o vermelho do balanço e o negro desbotado de uma sede que, apesar de todos os esforços, ainda está aquém do que seria um mínimo aceitável.

Tudo do futebol, agora inclusive as notícias, pertencem a esta "nova empresa", ou seja, já começou o Fla S/A e, pelo que parece sem o Marcio Braga de Presidente pois, neste setor ele não sabe de nada, à semelhança daquele que outro Presidente que por não saber de nada, deixou acontecer o mensalão, a perda dos ativos da Petrobras na Bolívia, que deixou a corrupção ser a marca registrada de seu Governo num país distante e, que no final, passou a conta do gás para o povo e, outras despesas mais, assim, como farão e, estão fazendo no Flamengo.

Os feudos dividiram o Flamengo velho: shopping disfarçado de estádio e Fla S/A, parece que o segundo está indo bem melhor. Afinal gasta-se sem respeitar o orçamento, na verdade já até aboliram tal peça do planejamento por achá-la dispensável (afinal não irão cumprir mesmo), contratam quem querem, no custo que querem, vendem qualquer um, aumentam a Folha para mais de R$ 4MM e, tudo, TUDO, sem prestar contas a quem quer que seja.

Um exemplo de administração austera. Modelo de transparência que, para não ridicularizar de vez, os Poderes Legais do Clube, leva 'a votação e, convoca os "Templários" para garantir a continuidade das aprovações, tudo a "posteriori", só para garantir que tudo se passe dentro dos preceitos democráticos e, fiél ao Estatuto do Clube, sem deixar ainda mais desmoralizados os nobres Conselheiros e, claro, não prejudicar os futuros contratos do Clube e, sua imagem, agora controlada 100% pela Fla -TV.

Devemos solicitar ao Presidente do Conselho Fiscal que comece IMEDIATAMENTE um processo sério e independente para apurar mais esta "jogada" , deste que é o maior Clube de Futebol do Mundo. Afinal, está na hora de colocar ordem na gestão do Clube. Chega de andar atrás de "prato feito" . O Flamengo tem que ter continuidade e, não reinventado.

Enquanto a gente assiste, a banda passa. Lembrando Raul Seixas, " a serpente está na Terra e o Fla-TV está no ar. Sem contrato, funcionando, mopolizando e, claro, FATURANDO. Já o CRF....
A dupla dinâmica, movimentando os gordos patrocinadores para trazer um peso pesado para Gávea, através do Kleberson (aquele do pague em 2007 para jogar em 2008) detona o combalido caixa do Clube, manda o dinheiro do Ibson para o "devedores incobráveis", negocia o Renato Augusto, que deixa o Flamengo (literalmente, deixa o time e deixa os cofres vazios) para viabilizar o Jonathas, que fica por empréstimo e, que quando arrebentar, volta para a Europa.

Típica operação de "transfusão": sangra os cofres do Clube e, doa para os empresários. Mas, afinal, quem detém os direitos deste jogador?. Resumindo, enquanto o Clube fica com a dívida outros repartem o lucro, é a continuidade do Plano José Lins do Rêgo, versão literária do Plano Caracu, implantada neste prolixo Clube, repleto de bons versadores de nossa língua, mestres dos pareceres indecifráveis, que tornaram o Flamengo anda mais intelectualizado.

Mas, adivinhe quem vai ficar com o José Lins? Porque, quem vai ficar com o Rêgo, serão os de sempre. Aqueles que já devem R$207MM só em passivo fiscal e, que foi encaminhado ao Governo Federal para tentar ser pago via Timemania.

Estão inventando um novo Flamengo, algo revitalizado, melhor, exuberante, tecnológico, rico e, austero. Para nós, pobres Conselheiros da Resistência Rubro Negra, vai ficar aquele outro, o Flamengo velho, o centenário, o decadente em sua sede, o milionário em suas dívidas e, que terá que pagar ao "outro' para saber sobre o time que leva sua marca e suas cores. O "Flamengo Novo" deverá ter sede em SP.

[Flapress]

Nenhum comentário: