terça-feira

Urubu do créu mostra sua cara



Image Hosted by ImageShack.us


O créu de um urubu rubro-negro em uma ‘botafoguense’ após a final do Estadual entre Fla e Bota, domingo passado, virou símbolo do tricampeonato do Mengão. São as primas rubro-negras Vânia Jordão, 38 anos, e Mônica Rodrigues, de 37. O créu do urubu fez tanto sucesso que elas viraram verdadeiras celebridades onde moram.

Flamenguista apaixonada, Vânia conta que vale tudo para zoar o alvinegro, até mesmo vestir a camisa do Bota para ‘levar um créu’ da prima. “Foi muito difícil botar a camisa alvinegra, ela fica ‘pegando’. Mas eu estava com o Manto Sagrado por baixo, então não tem problema”, brincou.

A fantasia de urubu foi feita sob medida e à pedido de Mônica antes do Estadual, para tirar onda nos jogos do Mengão. Já a ideia de dançar o ‘créu’ no Maraca nasceu antes do Fla-Flu pela semifinal da Taça Rio. E para a brincadeira ficar melhor, Mônica pega emprestadas — ou compra — camisas dos rivais para a prima usar na ‘hora H’. “No início, a Vânia não queria muito, mas eu a convenci”, conta.

“Eu tinha medo da repercussão. Contra o Botafogo, me deu uma coragem e fui”, revelou Vânia, que sofreu ameaças de alvinegros no Orkut após a publicação da foto. “Foi uma brincadeira saudável, não quis ofender ninguém. Mas os alvinegros deviam parar de chorar no meu Orkut e ir ao estádio apoiar seu time”, disparou ela.

[O Dia]

Nenhum comentário: