quarta-feira

Fla esquece 'crise' e derrota o Duque de Caxias



Rubro-Negro vence por 4 a 2 e assume a liderança do Grupo B, na Taça Rio


O Flamengo enfrentou o Duque de Caxias nesta quarta-feira no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e chegou a seu segundo triunfo em duas rodadas da Taça Rio ao vencer por 4 a 2. Com o resultado, o Rubro-Negro amenizou o mal-estar instalado na Gávea durante a semana por conta da discussão entre Bruno e Andrade, alcançou os seis pontos e a liderança do Grupo B. O Caxias segue sem pontuar neste turno e está na lanterna do Grupo A.

O próximo compromisso do Flamengo é no sábado contra o Tigres do Brasil, no Maracanã. No mesmo dia, o Duque de Caxias enfrenta o Friburguense no Marrentão.

Apesar de ser teoricamente o visitante, o Flamengo fez questão de impor o seu ritmo e marcou a saída de bola do adversário desde o início. No entanto, mesmo com o domínio territorial rubro-negro, quem assustou primeiro foi o Caxias num bom chute de Alberoni.

Com boa posse de bola, o Flamengo criou sua primeira grande chance aos dez minutos. Juan deixou Josiel livre na área, mas o atacante não caprichou na finalização e mandou por cima da meta.

Não demorou para o gol sair, mas ele veio de bola parada após falta sofrida por Ibson. A torcida solicitou e o goleiro Bruno se apresentou para a cobrança. No entanto, ela foi efetuada por Juan, e com perfeição, no ângulo direito do goleiro Borges, que deu um passo para o lado e quando tentou voltar já era tarde.

Sem encontrar resistência do adversário, o Flamengo foi cozinhando o jogo até conseguir ampliar o marcador. E o lance foi bonito: Leonardo Moura lançou Zé Roberto pela direita, o camisa 10 foi ao fundo e cruzou para Josiel, meio sem jeito, conferir seu quinto gol no Campeonato Carioca. Com esta vantagem de dois gols o Flamengo foi para o vestiário.

Sem deixar a peteca cair, o Flamengo voltou com tudo para a etapa complementar e logo aos três minutos fez o seu terceiro gol. Zé Roberto deu bonito passe para Leonardo Moura, que invadiu a área e tocou com tranquilidade na saída do goleiro.

Com a vitória praticamente garantida, o time de Cuca seguiu martelando e chegou ao quarto gol novamente com Leonardo Moura. Desta vez, o camisa 2 caprichou na cobrança de falta e demonstrou que este fundamento já não é um problema tão grande quanto já fora na Gávea.

Um dos destaques da partida com duas assistências, Zé Roberto teve grande oportunidade de aumentar a goleada, mas o goleiro Borges fez boa defesa em chute de fora da área do meia-atacante.

Quando tudo parecia a favor do Flamengo, o técnico Cuca perdeu o volante Ibson, expulso por acúmulo de cartões amarelos. Ele não poderá enfrentar o Tigres e só voltará ao time no outro domingo, no clássico contra o Vasco.

Com um homem a mais, o Duque de Caxias por pouco não conseguiu o seu gol. Zé Carlos fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Edivaldo finalizar raspando o gol de Bruno.

Minutos depois, Fábio Luciano segurou Eduardo Telles na área e o juiz marcou pênalti. Edivaldo cobrou com extrema categoria, deslocando o goleiro Bruno. Edivaldo ainda marcou mais um, mas não evitou o triunfo rubro-negro na Cidade do Aço.

FICHA TÉCNICA:

DUQUE DE CAXIAS 2 X 4 FLAMENGO

Estádio: Raulino de Oliveira , Volta Redonda (RJ)
Data/hora: 11/03/2009 - 21h50 (de Brasília)
Renda/público: R$ 27.650 / 2.133 pagantes
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Cartões amarelos: Welinton, Ibson, Toró, Fábio Luciano, Zé Roberto (FLA); Eduardo Telles, Cadu, Renatinho, Alberoni (DCA)
Cartões vermelhos: Ibson, 28'/2ºT (FLA)

GOLS: Juan, 19'/1ºT (0-1); Josiel, 36'/1ºT (0-2); Leonardo Moura, 3'/2ºT (0-3); Leonardo Moura, 11'/2ºT (0-4); Edivaldo, 36'/2ºT (1-4); Edivaldo, 39'/2ºT (2-4).

DUQUE DE CAXIAS: Borges, Arílson (Fábio Valle, intervalo), Henrique, Eduardo Telles e Alan; Léo Oliveira, Alberoni, Cadu (Juninho, 14'/2ºT) e Renatinho; Deni (Zé Carlos, 30'/2ºT) e Edivaldo. Técnico: Marcelo Buarque.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva (Toró, 31'/2ºT), Fábio Luciano, Welinton e Juan; Aírton, Willians (Kleberson, 25'/2ºT), Leonardo Moura e Ibson; Zé Roberto e Josiel (Paulo Sérgio, 14'/2ºT). Técnico: Cuca.

(Lance)

Nenhum comentário: