quinta-feira

Léo Moura suspenso por dois jogos


Lateral-direito do Flamengo só poderá voltar a jogar no próximo dia 29, diante do Santo André

Os palavrões de Leonardo Moura à torcida do Flamengo acabaram em punição no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O lateral rubro-negro foi suspenso por duas partidas, após decisão da Terceira Comissão Disciplinar nesta quarta-feira, dia 12 de agosto, em sessão transmitida em tempo real pelo site Justicadesportiva.com.br. Denunciado através de prova de vídeo e áudio por atitude antidesportiva após comemorar o gol de empate contra o Náutico, quando falou poucas e boas para a torcida, Léo Moura desfalcará o Flamengo contra Cruzeiro e Avaí, voltando a campo somente no dia 29, diante do Santo André. Na próxima rodada, contra o Grêmio, o jogador já não poderia jogar, pois levou o terceiro cartão amarelo.

O que pode minimizar a frustração de Léo Moura é que o jogador já ficaria parado por cerca de duas semanas, já que o resultado da ressonância que fez foi divulgado nesta quarta-feira, quando se constatou que o lateral-direito sofreu um estiramento grau 2 na coxa direita. Antes do julgamento, Léo Moura já estava vetado para a partida de logo mais contra o Fluminense, pela Copa Sul-Americana.

Em sua defesa no plenário do STJD, o advogado do Flamengo, Michel Asseff Filho, alegou que sua tese ficaria um pouco prejudicada, uma vez que na denúncia não estavam relatadas as palavras que teriam sido ditas por Léo Moura. Em seguida, no mérito da questão, disse que ninguém xinga aquele que ama se não está sem o controle de suas atitudes. Depois completou dizendo que o jogador fez um desabafo num momento extremo da partida, logo após passar todo o tempo sendo vaiado pelos torcedores. “Ele estava dominado pela emoção da mágoa e disse palavras que podem não ter agradado à imprensa, talvez o telespectador, mas não o espectador que estava presente no estádio, que nem compreendeu o que foi dito”.

Depois do “desabafo” contra a torcida e do pedido de desculpas no dia seguinte, Léo Moura parou na “marcação” da Procuradoria do STJD, que o denunciou no artigo 258 (assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, em relação a componente de sua representação, representação adversária ou de espectador) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê suspensão de uma a dez partidas. Na ocasião, o jogador chegou a declarar que não acreditava em punição devido à ficha limpa no tribunal e o bom comportamento dentro de campo.

Sem Leonardo Moura, o Flamengo tenta se aproximar do G-4. No próximo domingo, o Rubro-negro, em oitavo na tabela de classificação, viaja até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio, em nono.

JD

Nenhum comentário: