domingo

Flamengo empata com Náutico no Maracanã


Léo Moura faz gol e xinga torcedores

No primeiro jogo de Andrade como técnico principal do Flamengo, o Rubro-Negro não conseguiu passar de um empate em 1 a 1 com o Náutico, no Maracanã, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Gilmar para o time pernambucano e Léo Moura para os cariocas. Na comemoração do gol de empate, o lateral do Fla xingou os torcedores.

Empurrado pela torcida, o Rubro-Negro começou o jogo partindo para cima do Náutico. Utilizando jogadas em velocidade, contando com apoio dos volantes e das subidas de Welinton e Ronaldo Angelim, o time carioca dominava a partida, mas deixava espaços gigantescos para o adversário criar. Era questão de tempo até o Naútico encaixar um bom contra-ataque e abrir o placar.

Conforme era esperado, aos 23 minutos, Gilmar recebeu a bola, próximo a entrada da área rubro-negra, entortou Welinton e acertou um belo chute no canto esquerdo de Bruno, fazendo o primeiro gol da partida. Com 1 a 0 no placar, o Flamengo, que já estava desorganizado defensivamente, graças ao péssimo primeiro tempo que Willians fazia, ficou ainda mais exposto e quase tomou o segundo, três minutos depois. O gol do time pernambucano só não saiu porque Anderson Santana chutou mal, após invadir a área sozinho, em um contra-ataque bem armado pelo Timbú.

Apesar da boa partida feita por Everton, o Flamengo não conseguiu empatar na primeira etapa, pois esbarrava na ineficiência de Zé Roberto, que conseguia matar quase todos os ataques rubro-negros.

O segundo tempo começou conforme terminou o primeiro. O Rubro-Negro era melhor, mas não conseguia assustar o goleiro Glédson. Pelo contrário, o Náutico era melhor e quase ampliou o placar em uma cobrança de falta. A bola explodiu na trave direita de Bruno. O Flamengo só melhorou quando Andrade sacou Zé Roberto e colocou em campo o garoto Bruno Paulo.

Aos 16 minutos aconteceu um lance inusitado, que mudou a história da partida. Vágner, que já havia levado cartão amarelo no primeiro tempo, foi expulso por trocar de calção dentro do gramado sem autorização da arbitragem. Com um a menos, o Naútico recuou e o Flamengo começou a encurralar a equipe pernambucana em seu campo defensivo. Léo Moura, que vinha sendo vaiado desde o primeiro tempo, após uma saída errada do Náutico, aproveitou o rebote do goleiro e empatou o jogo. Na comemoração, o lateral, magoado com as vaias, xingou os torcedores. Após o gol, o Flamengo até tentou virar a partida, mas o jogo foi se arrastando até o apito final de Sandro Meira Ricci.

Na próxima rodada, o Rubro-Negro vai até o Serra Dourada enfrentar o Goiás, já o Timbú recebe o Corinthians, nos Aflitos.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 X 1 NÁUTICO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 2/8/2009 - 16h
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Asp. Fifa/DF)
Auxiliares: Enio Ferreira de Carvalho (DF) e Antonio Carlos Oliveira (ES)
Renda/público: R$ 687.068 / 41.772 pagantes
Cartões amarelos: Willians, Toró (FLA); Vágner, Anderson Santana (NAU)
Cartão vermelho: Vágner 16'/2ºT (NAU)

GOLS: Gilmar, 11'/1°T (0-1); Léo Moura, 36'/2°T (1-1).

FLAMENGO: Bruno, Welinton, Fabrício (Petkovic, Intervalo) e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Toró (Camacho, 26'/2ºT), Kleberson e Everton; Zé Roberto (Bruno Paulo, 13'/2ºT) e Adriano - Técnico: Andrade.

NÁUTICO: Glédson, Wagner, Asprilla, Cláudio Luiz e Patrick; Nilson, Derley, Juliano (Douglas Maia, 37'/2ºT) e Anderson Santana; Gilmar e Márcio Barros (Michel, 23'/2ºT) - Técnico: Geninho.

LN

Nenhum comentário: