quarta-feira

Marcos Braz quer reforços para o Fla, mas espera novo treinador


A falta de pressa em relação ao acerto com um treinador também é vista como a chave para não errar a mão nos reforços para o grupo do Flamengo. Mantendo política coerente, o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, vê a necessidade de contratar para setores pontuais, mas não deve agir enquanto não definir o profissional que levará o time até o fim da temporada.

Um dos nomes que interessava e chegou a abrir negociações com o ex-dirigente Kléber Leite foi o de Alan Bahia, que está tentando se desligar do futebol japonês. O volante viria para suprir uma posição carente no Rubro-Negro desde a saída de Ibson, jogador que faça a transição da bola entre a defesa e o ataque.

- Tenho na cabeça algumaas convicções a respeito das posições, mas prefiro discutir isso, com calma, com o próximo técnico - despistou Marcos Braz.

Alan ainda está vinculado ao Atlético Paranaense, o que poderia dificultar a transação. Além disso, recebe salário alto. Uma reunião foi marcada para sexta-feira da semana passada, mas não ocorreu devido, primeiro, à demissão de Cuca no dia anterior e especialmente, em virtude da debandada do clube de quem estava à frente da empreitada.

Vale lembrar que o Flamengo ainda tem dois atletas para estrear no Brasileirão. O zagueiro David, ex-Panathinaikos (GRE) e Palmeiras, que chegou há cinco dias, e o atacante Denis Marques, vindo do Japão no início do mês. Ambos só podem vestir a camisa a partir do dia 3 de agosto.

Em contrapartida, com a janela de transferências para saídas ainda aberta, teme-se perder Willians, regular e em boa fase, e Kleberson, convocado para a Seleção de Dunga pela segunda vez consecutiva.

LN

Nenhum comentário: