sexta-feira

Só um ‘novo Fábio Luciano’ faz Bruno abrir mão da função de capitão



Goleiro sofre restrição interna, mas não pretende abrir mão da faixa para outro atleta do atual elenco rubro-negro


Bruno só deixará de ser o capitão do Flamengo se ocorrer um “golpe de estado”. Nesta quinta-feira, o goleiro afirmou que não pretende abrir mão do cargo. A única hipótese contrária é ser que surja um novo Fábio Luciano no grupo.

Desde a aposentadoria do capitão, no fim do Estadual, a tarja foi entregue ao camisa 1. Entretanto há correntes no clube defendendo que é melhor repassá-la a um atleta que jogue na linha.

Na reunião que ocorreu semana passada em Teresópolis, Bruno foi um dos poucos que questionaram Cuca na frente dos demais. O treinador classificou como “assunto interno” a possível substituição do capitão.

Porém, Bruno deu a entender que só a chegada de um líder nato, como era Fábio Luciano, o faria repassar a responsabilidade.

- Com ou sem faixa não vou perder a liderança. Sei que tenho o grupo nas mãos e estou feliz porque essa função de capitão está me ajudando a evoluir. Mas não tenho vaidade e se chegar alguém como o Fábio Luciano cederia a braçadeira numa boa – explicou.

No próximo domingo, o Flamengo enfrenta o Fluminense no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

[GE]

Nenhum comentário: