segunda-feira

Flamengo cria baralho para quitar dívidas com atletas



Para tentar quitar a dívida que ainda tem com seus jogadores, o Flamengo vai criar uma nova promoção: a edição comemorativa de um baralho de 20 cartas com as fotos dos jogadores. O clube pretende pôr à venda 15 mil unidades, pelo valor mínimo de R$ 50.

Outra aposta dos flamenguistas é uma nova camiseta do time, dessa vez com caricaturas dos atletas. A venda de peças relacionadas à equipe já ajudou o Flamengo a quitar salários atrasados.

O clube, no entanto, ainda deve aos atletas o pagamento de prêmios pelos títulos do Brasileiro de 2008 e do Estadual e do Sul-Americano deste ano, somando pouco mais de R$ 500 mil.

Segundo o vice-presidente de esportes olímpicos, João Henrique Areias, o clube deve pagar nesta semana o prêmio relativo ao Nacional do ano passado. A conquista de domingo também vai aumentar a dívida, já que foi prometida premiação pela taça.

Destaque do time, Marcelinho cobrou "compromisso" por parte do clube. "Quando assumo um compromisso, é porque tenho condições de cumprir. Não queremos privilégios, o que pedimos é que o Flamengo cumpra a sua parte, porque, fora da quadra, somos pais de família", disse o jogador.

Baby também pediu contrapartida dos dirigentes. "Nunca deixamos as dificuldades e os atrasos de salários afetarem no treinamento e na quadra", afirmou.

Areias, a quem se atribui parte da recuperação financeira do basquete, não tem certeza se continua no clube. "O trabalho permanece. Se eu continuo ou não, não sei", afirmou o dirigente.

"Mas provamos que o time é viável, autossustentável e não depende de receita do clube. O basquete é um bom produto. E, no Flamengo, basta ter competência e profissionalismo para dar certo", completou ele, que afirma ter copiado o modelo de gestão do Real Madrid no basquete flamenguista.

[UE]

Nenhum comentário: