sábado

A operação Morais



O Vasco acertou na tarde da última quarta-feira a venda em definitivo do meia Morais ao Corinthians.

Mas não pelos US$ 2,5 milhões estipulados no contrato de empréstimo em setembro do ano passado.

E pode também não tê-lo negociado exatamente com o Corinthians, mas com o Flamengo.

Na Gávea, a chegada do meia de 24 anos revelado em São Januário já é dada como certa para a primeira semana de julho.

Kleber Leite, vice-presidente de futebol do Flamengo; Andres Sanchez, presidente do Corinthians; e José Hamílton Mandarino, vice-presidente de futebol do Vasco, teriam selado o acordo na tarde de quarta-feira no hotel que hospedou a delegação do time paulista no Rio.

Os dirigentes rubro-negros viabilizaram o dinheiro para a compra dos direitos federativos de Morais, que seguirá no Corinthians até 30 de junho.

O clube paulista ficará com cerca de 40% dos direitos econômicos e receberá a quitação da dívida de US$ 200 mil ainda refente à ultima parcela pela aquisição do volante Cristian, no ano passado.

Os valores pagos ao Vasco não foram revelados, mas especula-se que o clube tenha recebido algo em torno de R$ 3,5 milhões.

O curioso é que o clube se desfaz de Morais justamente no momento em que seu time mostra não ter grandes opções para armar o jogo ofensivo quando Carlos Alberto não está em campo.

Na Gávea, Morais será recebido como o meia que o clube ressente faz tempo e, se tiver um bom psicólogo a acompanhá-lo, dará alegrias à torcida.

[Blog do Gilmar Ferreira]

Nenhum comentário: