quinta-feira

Delair Dumbrosck é afastado no Fla



Márcio Braga reassume depois de imbróglio envolvendo presidente interino e Petkovic


Definitivamente, a negociação com o meia Petkovic causou uma reviravolta no Flamengo. Insatisfeitos com a decisão do presidente interino do clube, Delair Dumbrosck, em contratar o sérvio, os membros da diretoria rubro-negra decidiram afastá-lo do cargo. O comunicado da decisão foi através de uma coletiva realizada na tarde desta quinta-feira, dia 21 de maio, na Gávea. Márcio Braga, que estava licenciado, reassume a presidência.

Com isso, as negociações com Petkovic esfriaram. O plano inicial era que o jogador fechasse contrato com o Rubro-negro nesta quinta e se apresentasse na próxima segunda, dia 25. No entanto, apesar de toda a confusão, o presidente Márcio Braga não descartou um acordo entre o clube e o sérvio.

“A contratação do Petkovic interessa ao departamento jurídico do Flamengo, mas não tem nada certo. Esse negócio ainda vai ser mais bem estudado”, afirmou Márcio Braga.

Principal opositor à volta de Pet ao Fla, o vice de Futebol Kleber Leite peferiu não comentar o assunto. Já o chefe do departamento jurídico do clube, Michel Assef, garantiu que não há qualquer tipo de vínculo do atleta com o Rubro-Negro: "Não há contrato. Portanto, se não há contrato, não tem como ele estar fechado com o Flamengo", disse o advogado.

Apesar de ter reassumido o cargo, Márcio Braga ainda cumpre suspensão de 120 dias imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ) por ter "defendido" o Vasco no caso Jéferson. Além disso, o presidente rubro-negro ainda foi punido - também por 120 dias - em outro processo por ter emitido um comunicado onde afirmava que a punição era uma retaliação da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e acusava à entidade de contribuir para o enfraquecimento do futebol carioca e de apropriação indevida do valor das rendas dos jogos do Campeonato Carioca. No entanto, pare este caso, o departamento jurídico do clube conseguiu um efeito suspensivo.

O julgamento do recurso, que seria realizado nesta quinta-feira foi adiado pelo Superio Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após ser acolhida a preliminar de cerceamento de defesa. Isso porque o advogado do Flamengo alegou não ter tido acesso ao acórdão dos votos do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ).

[JD]

Nenhum comentário: