domingo

Carrasco em 2004, Elvis revela que sofreu ao fazer gol no Fla



O alagoano Elvis foi um dos responsáveis por calar de 70 mil rubro-negros e levar o azarão Santo André ao título da Copa do Brasil de 2004, em pleno Maracanã. Porém, o jogador também teve de engolir seus sentimentos, que era um misto de satisfação e tristeza, com a vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo.

“Sou e sempre serei flamenguista doente, mas a gente aprende a ser profissional. Foi gostoso fazer aquele gol, no Maracanã lotado, mas confesso que, como torcedor, senti a derrota rubro-negra”, comentou Elvis, que está de volta ao Santo André e deve ficar no banco hoje.

O carrasco do Rubro-Negro relembra o momento histórico para o time do ABC Paulista. “Em 2004, a imprensa já dava o título do Flamengo como certo. Por isso, entramos para o jogo comendo grama. Deu tudo certo. Abrimos o placar no começo do segundo tempo e, em seguida, fiz o meu gol”, recorda Élvis, que ainda falou da sensação de balançar a rede.

O jogador diz que o gol foi muito mais marcante do que sua passagem pelo Botafogo.
“Ganhei destaque pelo gol. Poucas pessoas lembram que atuei pelo Botafogo, ainda naquele ano. A passagem pelo Santo André foi marcante mesmo”, confessa o atleta, que sempre é parado nas ruas e reconhecido como carrasco do Rubro-negro.

“Minha esposa é carioca e sempre que estou no Rio, a passeio, sou reconhecido nas ruas. Espero que continue marcando gols contra o clube”, finalizou.

[O Dia]

Nenhum comentário: