domingo

Um Fla-Flu histórico



A decisão ainda não é pelo título, mas quem vencer o Fla-Flu de hoje, a partir das 16h, no Maracanã, dará um passo importante para desempatar o duelo entre os dois maiores vencedores do campeonato Estadual. Tanto Flamengo quanto Fluminense já levantaram 30 vezes o troféu e somente um deles seguirá com chances de dar a volta olímpica pela 31ª vez, depois da semifinal de hoje, pela Taça Rio.

Suspenso por 30 dias, Cuca ficará mais uma vez na cabine, longe do campo, onde estará seu irmão, Cuquinha. Do outro lado, a presença de Parreira, para quem o técnico rubro-negro já torceu muito. "Ele é um grande nome do futebol, reconhecido por todos. Quem nunca torceu pelo Parreira nem vibrou com a conquista da Copa do Mundo em 1994? Mas, agora, é claro que não vou vibrar por ele. Vamos nos confrontar, mas o respeito irá sempre existir", assegurou Cuca, que faz mistério sobre a escalação da equipe, especialmente no ataque, com a entrada ou não de Emerson no time titular.

Parreira não vê vantagem nenhuma para o Tricolor no fato de Cuca não estar à beira de campo, já que o técnico poderá passar as informações por rádio. "O time já tem o jeito do Cuca. O Flamengo atua com forte marcação em todo o campo, dificultando as jogadas dos adversários. Ele está fazendo um bom trabalho na Gávea e já mostrou isso em outros clubes", elogiou Parreira.

A única dúvida no time tricolor está no meio de campo, entre Marquinho, o que colocaria o Fluminense com uma formação mais ofensiva hoje, ou Wellington Monteiro. E, como todo Fla-Flu que se preze, não faltará um belo duelo de artilheiros: Fred está confirmado no time das Laranjeiras, enquanto Josiel é a esperança de gols no Rubro-Negro

[MH]

Nenhum comentário: