terça-feira

Confiança no retrospecto rubro-negro para Cuca sair da fila



Se na maior parte do Campeonato Carioca o Flamengo não conseguiu convencer sua torcida, o que se viu no Fla-Flu de domingo deixou a parte rubro-negra da arquibancada esperançosa para levar o 31º título estadual para a Gávea, assumindo a hegemonia do futebol carioca. Para domingo, na final da Taça Rio, contra o Botafogo, o Flamengo conta com o recente retrospecto em decisões – quatro anos sem perder um título – e com a experiência de jogadores como Fábio Luciano, Ronaldo Angelim, Kleberson, Ibson, Leonardo Moura e Juan, que subiram de produção na reta final do campeonato.

Para evitar o título antecipado do Botafogo e levar a decisão para as duas partidas decisivas, basta ao rubro-negro seguir o que vem fazendo nos últimos anos. Desde 2005, quando perdeu a final da Taça Rio para o Fluminense (curiosamente, Cuca comandava o time rubro-negro naquela ocasião), o Flamengo não perdeu mais em decisões – levando a Copa do Brasil de 2006, o bicampeonato da Taça Guanabara (2007 e 2008) e do Campeonato Carioca (2007 e 2008).

Autor do gol que garantiu a classificação para o Flamengo, o lateral-esquerdo Juan acredita que o time está subindo de produção na hora certa. Depois de enfrentar o técnico Cuca nas finais do bicampeonato rubro-negro de 2007 e 2008 (quando este treinava o Botafogo), o jogador admite que a motivação nesta reta decisiva tem vindo do próprio treinador, que ainda não tem um título como treinador. Juan revelou que Cuca passou aos atletas o quanto é difícil enfrentar o Flamengo em finais.

– O Cuca mostra para a gente o quanto nossa equipe cresce nos momentos decisivos. Sempre passa confiança, dizendo o quanto é difícil jogar contra a gente quando estamos numa decisão. A torcida do Flamengo cresce – disse Juan, no programa Arena Sportv. – A gente passou um momento de dificuldade na Taça Guanabara, mas o ambiente agora está leve. Estamos motivados. Sabemos da importância do título para o Flamengo e para a gente. Não há nada que possa atrapalhar.

O Botafogo, por sua vez, tem um retrospecto positivo nas finais. Desde 2006, quando foi campeão carioca pela última vez, o alvinegro venceu cinco decisões e perdeu três. Foram duas taças Guanabara, duas taças Rio e uma decisão estadual vencida. O maior problema para a torcida alvinegra é que o Flamengo foi o algoz em todas as três vezes em que o time da estrela solitária tropeçou recentemente em finais. O time da Gávea levou a melhor nas decisões do Estaduais de 2007 e 2008, além de ter vencido a Taça Guanabara do mesmo ano.

[JB]

Nenhum comentário: