quinta-feira

Ainda resta esperança para Cuca



Flamengo pedirá efeito suspensivo e, se for aceito, o técnico poderá continuar comandando o time



O técnico Cuca acabou sendo punido pela Terceira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD/RJ), nesta quarta-feira, dia 1º de abril, e afastado dos gramados por 30 dias, após ter supostamente dirigido palavras de baixo calão para o árbitro Luiz Antônio Silva dos Santos no clássico com o Vasco, vencido pela equipe de São Januário por 2 a 0. Porém, o departamento jurídico do Flamengo irá entrar com o Recurso nesta quinta-feira, dia 2, e, com ele, pedirá efeito suspensivo para que o treinador possa continuar atuando até ser realizado o próximo julgamento, pelo Pleno do TJD/RJ.

A ideia do advogado do Flamengo, Dr. Michel Assef Filho, é levar o caso até a última instância, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), para que Cuca possa continuar exercendo o seu trabalho à beira do gramado nas finais do Campeonato Carioca.

Em entrevista ao site Justicadesportiva.com.br, Michel Assef Filho confirmou que entrará com o Recurso nesta quinta-feira e se mostrou confiante sobre a aceitação do efeito suspensivo pelo presidente do TJD/RJ.

“Infelizmente, sofremos este golpe, mas amanhã (quinta), entraremos com o Recurso e pediremos o efeito suspensivo. Estamos na fase final e eu pretendo levar este caso até o final. O Cuca não merecia ser expulso”, disse o advogado.

Sobre a punição de Bruno, que acabou pegando dois jogos de suspensão após uma trombada com um atleta vascaíno, também no clássico, Michel chegou a dizer que vai pensar sobre o caso com mais calma, mas é bem provável que entre com o pedido de efeito suspensivo também para o goleiro.

Se o Presidente do TJD/RJ aceitar o pedido de efeito suspensivo de ambos, os dois poderão continuar atuando normalmente até os casos serem julgados no Pleno do TJD/RJ.

[JD]

Nenhum comentário: