sábado

Troco com juros: Flamengo 4 x 0 Resende



Josiel faz mais dois e chega a artilharia do Carioca, com 11 gols. Zé Roberto e Kleberson completaram



No reencontro com o seu carrasco da semifinal da Taça Guanabara, o Flamengo não deu chance para o azar e bateu o Resende na tarde deste domingo, no Engenhão, por 4 a 0. O grande destaque da partida mais uma vez foi o atacante Josiel. O camisa 9 da Gávea anotou dois gols e chegou aos 11 gols, dividindo a artilharia do Campeonato Carioca com Bruno Meneghel, que passou a tarde em branco. Zé Roberto e Kleberson anotaram os outros gols rubro-negros na partida.

Diferentemente da semifinal da Taça Guanabara, a equipe rubro-negra começou a partida com maior ímpeto ofensivo. Com um volante de ofício apenas em campo, o time comandado pelo técnico Cuca partiu logo para cima. Logo com dois minutos, Ibson cabeceou para uma defesa de Cléber no susto.

O Resende equilbirou a partida, mas o Flamengo continuou tendo as melhores chances. Como aos 18, com Erick Flores, que livre na grande área, chutou para fora.

Mas, ao contrário da semifinal, quem teve um jogador expulso ainda no primeiro tempo foi o Resende. Aos 28, após Erick Flores fazer fila na defesa - com direito até o jogar a bola por baixo das pernas de Bruno Leite -, Márcio Gomes deu uma entrada violenta no apoiador e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Rubro-Negro continuou com maior posse de bola, mas sem conseguir concluir a gol. Em vez de chutar, os jogadores do Fla tentavam tabelar até a cara do gol, mas acabavam pecando na hora do passe.

Conforme as jogadas não saíam, os rubro-negros partiam cada vez mais para o ataque, o que deixou a equipe exposta. O Resende assustou duas vezes, aos 40 e 41, em jogadas de velocidade.

O Flamengo, por sua vez, começou a ser mais objetivo. Tanto que, nos minutos finais, foram quatro chances claras de gol: Léo Moura, aos 42; Ibson, aos 43 - as duas com ótimas defesas do goleiro Cléber -; e duas com Juan, nos acréscimos.

A objetividade rubro-negra apareceu logo com dois minutos da segunda etapa. Zé Roberto chutou cruzado e Josiel, com seu faro de artilheiro, apareceu na pequena área para concluir de carrinho: Flamengo 1 a 0.

Depois que saiu o primeiro, os jogadores do Flamengo ficaram mais tranquilos e o segundo não demorou para sair. Aos 10, após boa jogada de Everton Silva pela direita, Zé Roberto pegou o rebote do goleiro Cléber e estufou a rede adversária: Flamengo 2 a 0.

E para mostrar para todo mundo que ele não faz só gol de oportunismo, Josiel ampliou a contagem com um belíssimo chute de fora da área, sem chance para o goleiro Cléber: Flamengo 3 a 0, aos 20.

Com a porteira aberta, até Willians quis marcar o dele. Aos 27, o volante acertou, de canhota, uma bomba de fora da área na trave. Se não entrou com a esquerda, ele tentou de direita um minuto depois, mas a bola passou raspando à trave. Depois foi Maxi que teve duas chances e, assim como o camisa 8, ele acertou uma na trave e mandou outra para fora.

Mas foi Kleberson que acertou o pé e fechou o placar com um chute colocado de dentro da área, aos 43: Flamengo 4 a 0.

Com a vitória o Flamengo deu mais um passo para a classificação para a semifinal da Taça Rio. A equipe rubro-negra chegou aos 13 pontos no Grupo B, aumentando a chance de garantir a vaga. Já o Resende permaneceu com sete pontos no Grupo A e não tem mais chance de repetir o feito do primeiro turno, quando passou para a próxima fase.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 4 x 0 RESENDE

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 28/3/2009 - 16h (de Brasília)
Árbitro: William de Souza Nery (RJ)
Renda/público: R$ 219.600,00 / 10.298 pag.
Cartões amarelos: Zé Roberto, Ibson (FLA); Souza e Viola (RES)
Cartões vermelhos: Márcio Gomes, aos 28'/1ºT (RES)

GOLS: Josiel, 2'/2ºT (1-0); Zé Roberto, 10'/2ºT (2-0); Josiel, 20'/2ºT (3-0); e Kleberson, 43'/2ºT (4-0).

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Ibson (Kleberson, 29'/2ºT), Léo Moura e Erick Flores (Maxi, 26'/2ºT); Zé Roberto (Jônatas, 16'/2ºT) e Josiel. Técnico: Cuca.

RESENDE: Cléber, Bruno Leite (Hiroshi, 22'/2ºT), Breno, Naílton e Marquinhos; Márcio Gomes, Fred, Léo (Souza, 30'/2ºT)e Bruno Reis; Bruno Meneghel e Viola (Taércio, 11'/2ºT). Técnico: Antonio Carlos Roy.

[Lance]

Nenhum comentário: