sexta-feira

Os sorrisos da vitória



Depois da vitória sobre o Madureira, a Gávea vira parque de diversões e faz a alegria da garotada


Nada melhor do que o dia seguinte a uma vitória para dar tranquilidade ao ambiente no Flamengo. Ontem, a Gávea virou parque de diversões com a presença de Maria Eduarda, 2 anos, filha de Léo Moura, e Pedro Gabriel, 1 ano, filho do volante Willians.

Filha do técnico Cuca, Maiara Stival, 20 anos, também esteve no clube. No entanto, por motivos profissionais. A estudante do 3º período de jornalismo é a mais nova contratada do site ‘Bela da Bola’ e passará a dar expediente no Flamengo, inclusive nas entrevistas do pai. Ela garante que não terá problemas se tiver que critica-lo.

“Só se for preciso, mas de um jeito bonitinho”, sorriu.

No mesmo entusiasmo, o garçom de Josiel nos gols contra o Madureira, Erick Flores contou que mal conseguiu dormir à noite e não foi por excesso de comemorações. Ele garante que saiu de Édson Passos e foi direto para casa, na Taquara, em Jacarepaguá, para comemorar com a família: a mãe, Olga, o pai, Ari, e as duas irmãs, Érica e Márcia.

“Eu ficava triste em casa e eles me apoiavam. Então, num momento de felicidade, fui compartilhar com eles”, disse Erick, batendo repetidamente com os chinelos no chão durante a entrevista, devido o nervosismo de estar com os holofotes em sua direção.

Apesar de ter entrado bem, a prata da casa que está na Gávea há 10 anos e se espelha no talento de Zé Roberto, do Bayern de Munique, é cauteloso quando a questão é ‘ser titular’.

“Vamos com calma. Não estou fugindo da responsabilidade. Se o Cuca me der uma nova oportunidade, vou tentar corresponder de novo. Mas, agora, é continuar trabalhando forte. Joguei como um segundo atacante, deu certo e eu gostei porque estava mais próximo do gol. Mas, se tiver que jogar de volante, eu jogo”, finalizou.

O dia seguinte de Josiel também foi de calmaria e treino leve. O atacante assumiu que não vinha jogando um futebol de primeira e que a cobrança da torcida era normal: “Nada melhor do que os gols para melhorar o relacionamento”.

O time volta a campo sábado contra o Resende, que eliminou o Fla nas semifinais da Taça GB. “Se a gente quer provar alguma coisa é dentro de campo, jogando futebol. Não podemos nos levar pela vingança”, afirmou Juan.

[O Dia]

Nenhum comentário: