terça-feira

Josiel sobre apelido: 'Seria uma blasfêmia'



Chamado de Jesus pelos torcedores do Flamengo, Josiel aparenta não estar gostando muito do apelido. Porém, é cauteloso ao falar no assunto: “É uma brincadeira da parte deles. Não tenho nada contra, mas prefiro ficar fora disso, até porque seria até uma blasfêmia contra o nome de Jesus”. Cuca também não quis se estender na comparação: “Não gosto de brincar com isso. Deve ser porque estamos perto da Semana Santa e do cabelo comprido”.

Com cinco gols nos últimos dois jogos, o artilheiro da competição com 11 gols, ao lado de Bruno Meneghel, conta que seus parentes, no Sul, estão eufóricos. “Eles estão faceiros, como a gente diz por lá. Antes, eu jogava e não marcava e eles ligavam para perguntar se estava acontecendo algo, agora só elogiam”, comemora o jogador, que tem contrato até julho.

Mesmo com o bom momento, Josiel mantém sua postura e não diz se quer continuar no time ou voltar para a Arábia Saudita. “É difícil falar. As coisas aqui mudam rapidamente. Até semana passada, a gente vivia uma turbulência grande. Hoje, por conta dos resultados, está tudo mais tranquilo. Daqui a três meses pode mudar tudo. Prefiro ficar focado só no jogo e deixar as coisas como estão”, despistou.

[O Dia]

Nenhum comentário: