quinta-feira

Ibson, do Fla, absolvido



Volante rubro-negro responde por expulsão infantil mas se dá bem em sessão do TJD/RJ



Expulso contra o Duque de Caxias, o meia Ibson não desfalcará o Flamengo na reta final da Taça Rio. O camisa 7 rubro-negro foi absolvido por unanimidade de votos pela Quarta Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro e está à disposição do técnico Cuca já para o confronto contra o Resende do próximo sábado, dia 28 de março.

Ibson foi expulso na goleada sobre o Duque de Caxias pela segunda rodada da Taça Rio e cumpriu a automática no empate com o Tigres do Brasil. Com o resultado do julgamento, ele será um importante “reforço” para o Flamengo, que ainda luta pela classificação no Grupo B.

Pela expulsão, Ibson foi denunciado pela Procuradoria do TJD/RJ no artigo 250 (Praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de uma a três partidas.

Em sua defesa, o advogado do clube, Dr. Michel Assef Filho, utilizou prova de vídeo e disse que houve exagero do árbitro ao dar a segunda advertência. Além disso, destacou a primariedade do atleta e disse que o Tribunal não deveria macular a carreira do mesmo com uma decisão desfavorável.

O departamento jurídico do Flamengo está tendo muito trabalho no primeiro semestre de 2009. Além de Ibson, os advogados do clube já defenderam os dirigentes Márcio Braga e Kleber Leite, e os jogadores Fábio Luciano e Airton.

[JD]

Nenhum comentário: