sábado

Flamengo faz vergonha e empata com lanterna



Rubro-Negro fica no 1 a 1 com o Tigres e decepciona torcida no Maracanã


O Flamengo recebeu o Tigres do Brasil neste sábado e, depois de tomar um susto, buscou a igualdade, mas não mostrou forças para virar o jogo e ficou no 1 a 1, frustrando seus torcedores. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou a sete pontos e assumiu a liderança isolada do Grupo B na Taça Rio. O clube da Baixada Fluminense fez seu primeiro ponto no turno e segue na lanterna do Campeonato Carioca somando-se os dois turnos.

Na próxima rodada, o Flamengo fará o clássico contra o Vasco no outro domingo. O Tigres do Brasil receberá o Boavista no Estádio Los Larios.

Com total favoritismo e vindo de três vitórias consecutivas na temporada, o Flamengo começou o jogo pressionando e teve uma grande chance de abrir o placar logo no início. Willians fez bonita jogada e serviu Juan, que foi derrubado na área por Zé Carlos. Leonardo Moura foi para a cobrança e mandou por cima do gol, desperdiçando o terceiro de quatro pênaltis que o Flamengo teve a seu favor na competição.

Logo depois, o Rubro-Negro teve nova excelente oportunidade, mas não houve capricho na finalização de Josiel, que recebeu passe de Kleberson e chutou de canhota por cima da meta do Tigres.

Sem ter nada a ver com os erros rubro-negros, o visitante se arriscou timidamente e se deu bem. Clayton chutou de longe, Bruno deu rebote numa falha imperdoável e Leandro Chaves, atento, conferiu o primeiro gol da História do Tigres no Maracanã.

Mesmo desorganizado, o Flamengo chegou ao empate perto do fim da etapa inicial. Juan cobrou escanteio da esquerda e Josiel conferiu de cabeça, com estilo. Foi o sexto gol do atacante no Carioca. Ele é o artilheiro do time no Carioca e na temporada.

Nenhum dos técnicos mexeu no intervalo e o Flamengo voltou um pouco mais ligado para a etapa complementar. Everton Silva, num bom chute de fora da área, foi o primeiro a levar perigo. O Tigres respondeu com Denis, que obrigou Bruno a fazer uma bela defesa.

Insatisfeito com a apatia do time, Cuca fez uma substituição que mudou todo o esquema. Obina entrou no lugar de Everton Silva. Com isso, Leonardo Moura passou para lateral e Zé Roberto foi recuado para o meio.

A alteração demorou a surtir algum efeito e o Flamengo ameaçava com muita raridade. Numa das poucas chances, Josiel recebeu de Willians e perdeu gol feito. Pouco depois, o mesmo Josiel não teve calma dentro da área e chutou por cima em um lance que poderia matar a bola antes de chutar.

Nos contra-ataques, o Tigres tentava abocanhar mais um golzinho que lhe daria a vitória e quase desempatou o jogo com o experiente Sorato. O Flamengo teve uma grande chance de virar o marcador aos 44 minutos, quando Juan cobrou escanteio e a bola sobrou para Maxi escorar no segundo pau. O goleiro Marcos Paulo fez defesa milagrosa e garantiu o empate.

A péssima atuação culminou em muitas vaias da torcida e críticas ao treinador e a alguns jogadores.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 X 1 TIGRES DO BRASIL

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 14/03/2009 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Auxiliares: Edinei Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Gilberto Stina Pereira (RJ)
Renda/público: R$ 140.672,00 / 11.717 pagantes
Cartões amarelos: Kleberson (FLA); Gilcimar, Leandro Chaves, Pedrão (TIG)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Leandro Chaves, 26'/1ºT (0-1); Josiel, 39'/1ºT (1-1).

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva (Obina, 18'/2ºT), Fábio Luciano, Welinton e Juan; Aírton, Willians, Kleberson (Fierro, 27'/2ºT) e Leonardo Moura; Zé Roberto e Josiel (Maxi, 35'/2ºT). Técnico: Cuca.

TIGRES DO BRASIL: Marcos Paulo, Oziel, Pedrão, Zé Carlos e Edson; Leão, Denis (Fábio, 33'/2ºT), Jaílson e Clayton (Sorato, 34'/2ºT); Gilcimar (Joaélton, 28'/2ºT) e Leandro Chaves. Técnico: Carlos Alberto.

(Lance)

Nenhum comentário: