terça-feira

Fla vence no fim e fica a um passo da semi



Rubro-Negro bate o Americano por 1 a 0 e dispara no Grupo B


O Flamengo visitou o Americano na noite desta terça-feira, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, e, com doses de dramaticidade, venceu por 1 a 0, gol de Juan, de pênalti. Com o resultado, o Rubro-Negro foi a 16 pontos, na liderança do Grupo B, e está muito perto da semifinal da Taça Rio.

Na última rodada da Taça Rio, que será realizada toda no próximo domingo, o Flamengo fará o clássico contra o Fluminense. O Americano visitará o Boavista em Saquarema.

Apesar de atuar fora de casa, o Flamengo começou a partida mais presente no campo de ataque. Josiel e Léo Moura criaram as duas primeiras chances e assustaram o goleiro Jefferson. Pouco depois foi a vez de Kleberson desperdiçar boa chance.

A partir daí, a partida rareou em emoção no restante da primeira etapa. O Flamengo carecia de disposição para buscar o gol e o Americano era perigoso apenas nos lances de bola parada, mas nada de excepcional. Os times foram para o intervalo com um já esperado placar em branco.

O Flamengo voltou para a segunda etapa com mais apetite e ameaçou logo no segundo minuto numa boa descida do lateral-direito Everton Silva. A pressão aumentou e Josiel teve chance para marcar depois de jogada de Kleberson, mas a zaga campista afastou o perigo.

O Americano respondeu com Kieza. O atacante arriscou de longe e por pouco não atingiu o ângulo do goleiro Bruno. Kim também teve oportunidade, mas chutou por cima da meta rubro-negra.

O jogo ganhou em movimentação e o Flamengo era mais perigoso. Josiel teve boa chance de marcar, mas foi travado pela zaga. Léo Moura pegou a sobra e errou na finalização. Pouco depois, Juan e Léo Moura tiveram ocasiões de gol quase na pequena área, mas não foram bem nas conclusões.

Sentindo que Josiel estava isolado, Cuca colocou uma companhia para ele. Maxi entrou em campo na vaga de Kleberson. O primeiro lance do argentino foi bonito. Ele deixou de calcanhar para Erick Flores, que deixou Josiel na cara do gol. O camisa 9 demorou a finalizar e a zaga do Americano se recuperou.

Por conta do volume de jogo bem superior, o Flamengo já era merecedor de um gol, mas insistia em falhar nas conclusões, como aconteceu com Ibson, que recebeu de Erick Flores e bateu por cima.

Aproveitando-se da exposição rubro-negra, o Americano explorou bem um contra-ataque. Ernani iniciou a jogada, que foi finalizada por Cafezinho. Bruno fez defesa sensacional.

Numa jogada de Maxi pela direita, a bola bateu na mão de Ânderson e o juiz marcou pênalti. Juan foi para a cobrança e, para não correr riscos, cobrou no meio do gol para converter. A vantagem, mesmo que tardia, fez justiça ao que aconteceu na partida.

FICHA TÉCNICA:
AMERICANO 0 X 1 FLAMENGO

Estádio: Godofredo Cruz, Campos (RJ)
Data/hora: 31/03/2009 - 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ) e Luiz Felipe Scofield Costa (RJ)

Cartões amarelos: Renan, Paulo Henrique, Diego Sales (AME); Willians, Léo Moura, Juan, Ibson, Bruno (FLA)
Cartões vermelhos: Não houve

GOL: Juan, 41'/2ºT (0-1)

AMERICANO: Jefferson, Elson, Carlão, Ânderson e Paulo Henrique; Renan, Siller (Kim, 6'/2ºT), Diego Sales (Cafezinho, 20'/2ºT) e Ernani; Eberson (Gil, 20'/2ºT) e Kieza. Técnico: Toninho Andrade.

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Kleberson (Maxi, 23'/2ºT), Ibson (Jônatas, 37'/2ºT) e Leonardo Moura; Erick Flores (Fierro, 37', 2ºT) e Josiel. Técnico: Cuca.

[Lance]

Nenhum comentário: