quarta-feira

Clássico dos Milhões ja agita Vasco e Flamengo



Nada como um clássico entre Vasco e Flamengo para começar a movimentar o Rio desde terça-feira. Em momentos completamente opostos no Campeonato Carioca, os arquirrivais voltam a medir força pela 345ª vez desde 29 de abril de 1923, quando se enfrentaram pela primeira vez, com vitória do time da Colina venceu por 3 a 1. Equanto o clima em São Januário é de paz e tranquilidade, a Gávea parece uma bomba relógio pronta para explodir a qualquer minuto.

Sem perder desde a estreia na Taça Rio, o Vasco tem a defesa menos vazada do campeonato e o segundo melhor ataque, com 21 gols, ao lado do Fla e atrás somente do Botafogo, que tem 24. Além disso, o time cruzmaltino vem de uma sequência de três vitória na Taça Rio, sendo uma delas a goleada por 4 a 1 sobre o Botafogo, o campeão da Taça Guanabara. Um dos responsáveis por essa boa fase, o goleiro Tiago, espera dar a sua contribuição na partida.

"Estou num momento bom, tenho me preparado muito para isso e espero continuar assim. O time todo tem se ajudado nas vitórias e tenho me dedicado bastante. Quero muito não levar gols e isso é um passe para ganharmos a partida. Ganhando o jogo, vai ser uma festa muito grande para todos nós ", completou Tiago.

Já na Gávea, embora jogadores e comissão técnica tentem esconder, há uma crise por causa, principalmente, dos salários atrasados. Além disso, o grupo mostra problemas de relacionamento, como as recentes discussões entre Juan e o preparador físico Riva Carli e o goleiro Bruno e o auxiliar-técnico Andrade. Não fossem estes motivos suficientes, o time tem alternado momentos ruins dentro de campo, apesar da liderança do grupo B da Taça Rio. Após a derrota para o Resende na semifinal do Carioca, o time empatou com o Tigres em 1 a 1, na última rodada.

“Clássico é sempre muito bom de se jogar. Já me passaram muitas coisas sobre a rivalidade com o Vasco. Sei que é um jogo aguardado por todos. Estamos vindo de um resultado não muito bom e um resultado positivo no clássico ajudaria muito. Sabemos que será muito difícil, mas temos que colocar o coração na ponta da chuteira e honrar a camisa do Flamengo neste jogo. Estou com muita vontade de entrar em campo", disse o volante Willians.

Mas, como clássico não tem favorito, o recente retrospecto positivo a favor do Fla, tem deixado os torcedores rubro-negros esperançosos. O time da Gávea não perda para o arquirrival há quase dois anos. A última vitória dos cruzmaltinos foi em 25 de março de 2007, por 3 a 0.

Na ocasião, Romário marcou dois gols, chegou aos 999 na carreira e quase fez o milésimo, sendo impedido por Bruno. Durante esse período, foram seis jogos, quatro vitórias do Fla e dois empates.

“A gente sabe que o Vasco não ganha do Flamengo a quase dois anos, mas cada jogo é um jogo. Chegaram novos jogadores e eles estão com uma equipe muito boa. Eles estão se entrosando e uma prova disso foi a vitória por 4 a 1 sobre o Botafogo".

Desejo de vitória

O meia Carlos Alberto já enfrentou o Flamengo jogando por Fluminense e Botafogo. Em boa fase, o camisa 10 de São Januário sabe da importância da vitória no clássico para as pretensões vascaínas no Campeonato Carioca.

"Cabe a nós entrarmos em campo da mesma maneira que estamos entrando nos jogos e ficarmos tranquilos para realizarmos uma bela partida. A vitória será um grande passo para a nossa classificação. Vai ser um grande jogo e quero vencer de qualquer maneira", falou.

Apesar da sede de vitória do capitão vascaíno, ele não terá vida fácil no que depender de Willians. O volante rubro-negro pediu aos companheiros atenção especial ao craque.

"O Carlos Alberto e o Jéferson são ótimos jogadores e temos que ter atenção. O Elton também é um atacante perigoso e precisa ser vigiado de perto”, falou o volante, que explicou em uma frase o que pode acontecer caso o Fla perca a partida:

"Se perdermos o clássico, vai cair o mundo", concluiu.

(O Dia)

Nenhum comentário: